Skinhead que obrigou jovens a pularem de trem em movimento é preso

Por Metro Jornal

Foragido desde dezembro do ano passado, Vinicius Parizatto, de 36 anos, foi preso na noite deste domingo no km 28 da rodovia Ayrton Senna, em Guarulhos, no carro de sua namorada.

Parizatto e outros dois amigos, todos vestidos como skinheads, foram condenados por terem obrigado dois jovens a pulares de um trem da CPTM em movimento próximo à estação Brás Cuba, em Mogi das Cruzes, em 2003. Na queda, um deles morreu e o outro teve o braço amputado.

Vinicius foi solto em 2011 para aguardar o julgamento dos recursos em liberdade, após cumprir 2 anos e 4 meses. Em dezembro de 2017, o último recurso foi negado pela Justiça e ele foi condenado a 31 anos, 9 meses e 3 dias de prisão, e desde então está foragido da justiça.

Os outros dois amigos que participaram do crime são Juliano Aparecido Freitas,  condenado a 24 anos e 6 meses, preso desde 2015, e Danilo Gimenez Ramos, que aguarda em liberdade o julgamento de um recurso no Supremo Tribunal Federal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo