Brasil terá oferta recorde de voos diretos para Orlando

Por Metro Jornal

O Brasil terá uma oferta recorde de assentos em voos para Orlando (EUA) neste ano. Serão 486 mil assentos ligando sete cidades brasileiras (Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Fortaleza, Guarulhos, Recife, Rio de Janeiro) no ano, segundo projeções do Aeroporto Internacional de Orlando. É o maior número desde 2013, quando foram registrados 361 mil lugares.

Leia mais:
Demanda por voos internacionais aumenta no Brasil
Os melhores sites para conseguir voos mais baratos

“O Brasil está de volta! E esse ressurgimento do nosso terceiro maior mercado internacional traz um impulso bem-vindo à economia local”, diz Phil Brown, diretor executivo da Greater Orlando Aviation Authority. “Com os recentes assentos adicionais do Brasil, o impacto econômico projetado para 2018 é de quase US$ 1 bilhão, um aumento de 111% em relação a 2013”.

O crescimento no número de assentos ocorre com a volta da Gol com novos serviços para Orlando e o lançamento da Latam Airlines da rota via Fortaleza.

A Gol vai começar operar voos de Brasília e Fortaleza em 4 de novembro. A Latam, que já voa de Guarulhos, em São Paulo, e do Rio de Janeiro, inicia a rota desde Fortaleza em 5 de julho. A Azul tem voos a partir de Bele Horizonte, Campinas (SP) e Recife. A Delta mantém uma operação regular de São Paulo.

Tarifas mais caras

Segundo pesquisa realizada pelo site Kayak a pedido do Metro Jornal, a tarifa média encontrada entre 1º de fevereiro e 8 de março para voos diretos no mês de julho deste ano está 42% mais cara em relação ao mesmo período de 2017. Em 2018, as buscas para viagens para Orlando no mês julho cresceram 63% em relação ao ano passado.

Belo Horizonte e Porto Alegre foram as cidades onde o interesse por Orlando mais cresceu, com altas de 170,42% e 278,95%, respectivamente. Entre cinco as cidades que mais buscaram pelo destino norte-americano, Rio de Janeiro tem o menor preço médio das cinco opções mais baratas para passagens em julho, R$ 3.270.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo