Parceria de R$ 7 bi vai começar colocando LED na avenida Morumbi

Por Metro Jornal São Paulo

A Prefeitura de São Paulo assinou ontem contrato da PPP (parceria público-privada) de R$ 6,9 bilhões para manutenção e modernização da iluminação pública da capital pelos próximos 20 anos.

O serviço será prestado pelo consórcio FM Rodrigues, que venceu a concorrência pública. O processo foi aberto pela primeira vez em 2015, mas só concluído agora porque o edital foi interrompido pelo TCM (Tribunal de Contas do Município) para correção de falhas.

O acordo prevê a troca de 535,7 mil pontos de luz por iluminação de LED – mais moderna e econômica. A capital tem hoje 618,3 mil pontos, sendo 82,6 mil de LED.

Os trabalhos de modernização do sistema terão início imediato por cinco avenidas: Morumbi (zona oeste), Guarapiranga (zona sul), Luiz Dumont Villares (zona norte), Rio Branco (centro) e Valdemar Tietz (zona leste).

Segundo a prefeitura, para compensar o tempo de paralisação da licitação, o prazo que o consórcio terá para trocar as lâmpadas comuns pelas de LED foi reduzido de cinco para três anos.

O consórcio também será responsável por trocar a fiação de cobre por alumínio (que tem menor valor de mercado e deve desestimular o furto) e um sistema de telegestão com informações em tempo real sobre o funcionamento de cada lâmpada.

O pagamento mensal da prefeitura será R$ 28,9 milhões – menos do que os
R$ 30,1 milhões da proposta inicial do consórcio.

Para o prefeito João Doria (PSDB), a modernização da iluminação irá beneficiar a mobilidade e também a segurança pública. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo