Lotes falsos de remédio contra câncer são proibidos pela Anvisa

Por Metro Jornal

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou em publicação no Diário Oficial da União na última segunda-feira (5) a proibição de 11 lotes falsificados de um remédio contra câncer. A medida vale para o medicamento oncológico Sutent na embalagem com 28 cápsulas de 50 mg. São falsificados os lotes 746EE, 747EE, 748EE, 190EE, 045AA, 191EE, 189EE, 985EE, 986EE, 987EE e 749EE.

A agência foi notificada sobre a fraude na embalagem de 50 mg pelo próprio fabricante do produto, o laboratório Pfizer Ltda. Agora, os lotes deverão ser apreendidos e inutilizados.

O chamado malato de sunitinibe é indicado para o tratamento de um tipo de câncer gastrintestinal,o tumor estromal gastrintestinal, para câncer metastático de células renais avançado e no tratamento de tumores neuroendócrinos pancreáticos não ressecáveis.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo