Doria cancela programa criado por Haddad para atender dependentes químicos

Por Rádio Bandeirantes

A prefeitura promete uma porta de saída do mundo das drogas com o novo programa de emprego para viciados da Cracolândia.

O chamado “Bolsa Varrição”, criado pelo ex-prefeito Fernando Haddad para atender dependentes químicos, vai acabar este mês, por decisão de João Doria.

Hoje, duzentas e sessenta e três pessoas recebem 500 reais por mês em troca de dias trabalhados em serviços como varrição de ruas, jardinagem e reciclagem.

Além do dinheiro, elas têm direito a alimentação e a morar em hotéis populares no centro da cidade.

No entanto, segundo a secretária do Trabalho, Aline Cardoso, o projeto não atingiu os resultados esperados.

A prefeitura deve lançar esta semana o edital de um novo programa que terá o objetivo de capacitar dependentes químicos para o mercado de trabalho.

A secretária Aline Cardoso avalia que os viciados em drogas não têm o perfil que se enquadra no setor privado.

O benefício era vinculado ao “Braços Abertos”, também instituído pela gestão Haddad.

Desde que assumiu a prefeitura, no começo do ano passado, João Doria se refere à iniciativa como um programa fracassado. O projeto “Redenção” foi implantado no lugar.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo