Bicicleta é permitida em 28 trajetos de ônibus em São Paulo

Por Metro Jornal

Se você estiver de bicicleta e quiser andar de ônibus com a “magrela”, consegue embarcar em 28 linhas de São Paulo. São 225 veículos com um suporte em que a bike é encaixada e presa com cinto de segurança.

Os veículos são identificados com selos do lado de fora da porta e, no letreiro, aparece que eles têm uma área livre para bicicleta. Mas, nessas 28 linhas, nem todos os veículos estão equipados. Você pode precisar esperar mais de um ônibus para embarcar com a bike.

Passageiro diário da linha 175-T Metrô Santana-Metrô Jabaquara, a autônomo Ricardo Nunes, 30 anos, disse que nunca viu ninguém entrar com a bicicleta no ônibus. “Acho legal a iniciativa, não sabia dela e acho que as pessoas não sabem ainda disso”, afirmou. De fato, o Metro Jornal fez a viagem entre o ponto inicial e o ponto final da linha e nenhum ciclista aproveitou o benefício naquele dia.

A SPTrans informou que a ampliação da frota com esses equipamentos está prevista com a licitação do sistema de ônibus.

Willian Cruz, idealizador do site Vá de Bike, aprova a medida. “É importante ter essa alternativa, ainda mais em uma cidade do tamanho da nossa, com deslocamentos longos”, disse. Para ele, a iniciativa serve tanto para quem usa a bicicleta como meio de transporte como para quem vai passear com ela. “Às vezes a pessoa cansa no meio do trajeto e poder voltar de ônibus é uma boa opção”, afirmou.

Metrô e trem

No Metrô e no trem, também é permitido embarcar com bicicletas, depois das 20h30 nos dias úteis, das 14h aos sábados e o dia todo em domingos e feriados.

A viagem deve ser feita sempre no último vagão e só podem embarcar até quatro bicicletas por carro. Nas estações, os ciclistas devem empurrar as bikes, pois não é permitido pedalar.

Em 2017, a CPTM (Companhia Paulista de Trans Metropolitanos) registrou 65.656 passageiros levando bicicletas. O Metrô não tem um balanço.

arte bicicleta
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo