Secretário que liderou alta do IPTU em Santo André é exonerado

Superintendente da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos assume o cargo interinamente

Por Cadu Proieti - Metro ABC

A Prefeitura de Santo André publicou na edição de quinta-feira do Diário Oficial a exoneração do até então secretário de Gestão Financeira do município, José Carlos Grecco, que liderou o processo de reajuste dos valores venais dos imóveis da cidade no ano passado, o que resulto em grandes altas do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

A demissão foi assinada pelo prefeito Paulinho Serra (PSDB). O superintendente da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Leandro Petrin, assume o cargo interinamente.

Grecco –  que é empresário do setor de logística e filho do ex-prefeito de Mauá entre 1993 e 1996, José Carlos Grecco – estava no governo andreense desde o início da atual gestão, em janeiro de 2017. Em junho passado, o prefeito enviou a Câmara o projeto para reajustar a PGV (Planta Genérica de Valores), que, segundo a administração, estava defasada há 15 anos. A coordenação desse plano ficou sob a batuta do agora ex-secretário.

Após protestos da população sobre abusos na cobrança do imposto no início deste ano, a prefeitura anunciou a criação de uma comissão para avaliar os pedidos de revisão do IPTU. Grecco fazia parte deste grupo.

No entanto, o prefeito anunciou, no fim de janeiro, a suspensão da elevação no valor gerada pela atualização da PGV (Planta Genérica de Valores). Com isso, o tributo deste ano só será reajustado em 2,51%, que é o valor da inflação acumulada em 2017.

A prefeitura diz que a exoneração ocorreu a pedido do secretário, que irá cuidar de projetos pessoais, segundo o nota do município. 

Outras saídas

Em agosto do ano passado, após um vídeo que mostrava pacientes sendo atendidos fora dos quartos no CHM (Centro Hospitalar Municipal), Paulinho tirou Carlos Eduardo Corsi da superintendência do equipamento com a alegação de que, assim como no setor privado, “o que não funciona tem de ser trocado”.

A administração também teve outra baixa importante após ações que geraram repercussão negativa. Com o programa Qualisaúde sob críticas, a médica Ana Paula Peña Dias deixou o comando da Secretaria de Saúde no início de dezembro por motivações particulares, segundo ela. O projeto fechou sete postos de saúde para reforma em agosto, mas as obras não foram iniciadas até agora. Menos de dois meses depois, Ana Paula assumiu a direção da Atenção Básica da Prefeitura de São Caetano.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo