PM acusado de envolvimento na chacina de Osasco vai a júri nesta terça-feira

Por Metro Jornal São Paulo

Um policial militar acusado de envolvimento na chacina de Osasco, ocorrida em agosto de 2015,  vai a júri popular nesta terça-feira às 10h. Victor Cristilder dos Santos foi acusado por oito das 17 mortes ocorridas no ataque. Além disso, o PM também teria combinado por mensagens com um guarda municipal o início do horário da chacina.

Em um primeiro julgamento do caso, outros dois policiais militares e um guarda civil foram condenados. Os dois PMs são considerados responsáveis por todas as mortes e o guarda teria ajudado a desviar agentes do local onde os crimes ocorreram. Somadas, as penas aplicadas aos três ultrapassam 600 anos.

O caso

No dia 13 de agosto de 2015, 17 pessoas foram mortas e seis se feriram em ataques ocorridos nas cidades de Osasco e Barueri, num período de cerca de duas horas.

Uma força-tarefa composta por Corregedoria da PM,  Polícia Civil e Ministério Público foi formada para investigar o caso. De acordo com a comissão, os crimes se trataram de vingança pelas mortes de um PM e um guarda civil ocorridas naquele mesmo mês.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo