Mulher faz sexo com aluno dentro da escola e confessa à mãe que se apaixonou por ele

Por Metro Internacional

Dawn Diimmler tinha uma vida tranquila. Era casada, mãe de três filhos de 11, 9 e 7 anos e tinha um trabalho estável como assistente em uma escola na Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

Apesar de tudo parecer normal, sem conflitos ou qualquer coisa suspeita, uma grande confusão foi iniciada após a mulher de 44 anos se envolver em um escândalo sexual.

Tudo começou quando ela decidiu começar um relacionamento amoroso com um de seus alunos, de 19 anos. Os dois tiveram relações sexuais em múltiplas ocasiões.

Foto Reprodução / Facebook e Alvin S. Glenn Detention Center

Em janeiro deste ano, o Distrito Escolar de Lexington enviou cartas a Diimmler comunicando uma denúncia que a mãe da vítima tinha feito contra ela. Como prova, a mulher apresentou um áudio em que a professora confessa que se apaixonou por seu filho depois de ter relações sexuais com ele.

No início de fevereiro, as autoridades decidiram expulsar a professora da instituição. Através de seu porta-voz, Dawn Kujawa, a escola explicou que eles estavam tirando Diimmler da sua equipe devido ao seu comportamento inadequado com um aluno.

"Entre as datas de 10 de março de 2017 e 2 de junho de 2017, Dawn P. Diimmler esteve envolvida em um relacionamento com um estudante de 19 anos no Airport High School, enquanto foi designada como Assistente Principal", dizia o comunicado.

O Departamento de Segurança Pública de Cayce informou em uma carta que o casal proibido tinha mantido reuniões íntimas na mesma escola ao menos duas vezes e uma terceira em um quarto de  hotel que ela mesma alugou.

A lei permite que Diimmler mantenha relações com um jovem de 19 anos, o problema é que devido à sua posição de poder sobre a vítima, a lei da Carolina do Sul pode condená-la.

De acordo com o jornal The State, a professora se entregou no último sábado (24). Ao lado dela estava o marido, que não a abandonou,  apesar da situação. Depois de pagar uma fiança de US$ 30.000, ela foi liberada. Contudo, as autoridades exigiram que ela não mantivesse nenhum contato com a vítima.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo