Cinco serviços oferecidos pelo SUS que quase ninguém sabe que existem

Por Metro Jornal

Criado em 1988 pela Constituição Federal, o SUS (Sistema Único de Saúde) oferece tratamentos gratuitos à toda a população brasileira.

O que muita gente não sabe é que existem alguns serviços – que em geral são contratados em espaços particulares – que estão disponíveis e de graça no sistema de saúde público. Veja alguns deles:

 

1. Terapias alternativas

meditação Matt King/Getty Images

Em março de 2017, foram incorporadas ao SUS 19 terapias alternativas. Dentre elas, se destacam a ioga, a meditação, a musicoterapia, a homeopatia e a medicina tradicional chinesa. Algumas dessas terapias, inclusive, não precisam ser indicadas necessariamente por um médico: elas podem ser receitadas por enfermeiros e até mesmo profissionais da Educação Física. Cerca de 1,7 mil municípios oferecem algum tipo de terapia alternativa.

 

2. Banco de leite humano

bebê leite GESP/A2img

O Brasil é o país com o maior número de mães doadoras de leite. Dados do Ministério da Saúde indicam que temos 221 bancos de leite humano e 186 postos de coleta. O leite recolhido é pasteurizado antes de ser doado a outras crianças. Qualquer mulher que esteja amamentando pode doar, basta procurar um banco de leite humano.

 

3. Transição de gênero sexual

trans Pedro Ventura/Agência Brasília

Há dez anos a rede pública de saúde oferece cirurgias para pessoas que desejam fazer o processo de redesignação sexual. Já foram mais de 400 procedimentos hospitalares realizados desde então. Para ter direito à cirurgia, o paciente precisa se submeter a, no mínimo, dois anos de terapia psiquiatra e depois hormonal. São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife e Goiânia são as cidades que oferecem a cirurgia gratuitamente.

 

4. Reparação para mulheres vítimas de violência

estupro Elza Fiura/ABr

O SUS também oferece cirurgia plástica e reparações de lesões e sequelas a vítimas de violência contra mulher. Além da plástica, também são oferecidos vários outros tratamentos, como cirurgia da mama e reconstrução de partes agredidas. As interessadas devem comparecer a uma UBS com o boletim de ocorrência.

 

5. DIU de cobre

DIU Sarahmirk/Wikimedia Commons

A distribuição de preservativos masculinos já é conhecida pela população, mas outro método contraceptivo que o SUS oferece e pouca gente sabe é o DIU (dispositivo intrauterino) de cobre. Esse é um meio extremamente seguro, com 99,3% de eficácia na prevenção da gravidez. As únicas contra-indicações são para mulheres com má formação no útero, com sangramento anômalos e meninas abaixo dos 14 anos. As interessadas podem ter que esperar até dois meses.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo