Dupla que tatuou testa de adolescente em São Bernardo, no ABC paulista, é condenada

Por Metro Jornal

Os dois jovens, de 28 e 30 anos, que tatuaram a testa de um menino com a frase "Eu sou ladrão e vacilão" foram condenados por lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal na sexta-feira (16).

O caso ocorreu em junho do ano passado em São Bernardo, no ABC paulista, quando os dois tatuadores foram presos. A decisão, determinada pelo juiz da 5ª Vara Criminal, não permite aos réus recorrer em liberdade.

Na época, o garoto era menor de idade, com 17 anos. Hoje, já maior, ele encontra-se internado em uma clínica para tratamento de dependentes químicos.

Veja as penas:

Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 28 anos:

  • Três anos de reclusão em regime inicial semiaberto, por lesão corporal gravíssima
  • Quatro meses e 15 dias de detenção em regime inicial semiaberto,  por constrangimento ilegal.

Ronildo Moreira de Araújo, de 30 anos:

  • Três anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado, por lesão corporal gravíssima
  • Cinco meses e sete dias de detenção em regime inicial semiaberto, por constrangimento ilegal.
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo