Integrantes do PCC são assassinados em emboscada na Bolívia

Por Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes

Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, número dois da hierarquia do PCC, e o parceiro dele, Fabiano Alves de Souza, o Paca, também do primeiro escalão da organização criminosa, foram mortos na Bolívia.

Segundo os advogados dos dois criminosos, eles foram assassinados durante uma emboscada.

Há informações de que eles teriam sido vítimas de facções rivais no estado cearense, onde o PCC tem vários inimigos nas ruas e nas prisões.

Gegê do Mangue foi colocado em liberdade pela Justiça de São Paulo no começo do ano passado, mesmo faltando poucos dias para ser julgado por um homicídio.

Ele não compareceu à audiência e passou a ser considerado foragido. Paca estava em liberdade condicional.

Segundo o Ministério Público, ambos estavam escondidos na Bolívia com a missão de expandir os negócios do tráfico de drogas da facção.

Ainda não se sabe se os dois foram vítimas de facções rivais ou de uma possível guerra interna no PCC, por causa da recente morte de Edílson Borges Nogueira, o Biroska, assassinado na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau.

Há rumores de que Gegê do Mangue teria dado a ordem para matar Biroska. Mas, essa informação não é confirmada.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo