Presidente da Tuiuti: Minha política é o Carnaval

Por Band.com.br

A Paraíso do Tuiuti confirmou as expectativas e fez um dos desfiles mais politizados em muitos anos no domingo de Carnaval. A escola promoveu uma grande crítica às condições dos trabalhadores brasileiros e ficou com o vice-campeonato no Rio de Janeiro.

A passagem da agremiação pela Avenida ganhou apoio ao falar da escravidão e atacar a Reforma Trabalhista. Além de manifestante com a camisa da seleção brasileira e panelas, o presidente Michel Temer foi representado como um vampiro em um dos carros alegóricos.

No entanto, apesar das fortes críticas, Renato Thor, presidente da Tuiuti, fugiu do assunto durante a apuração nesta quarta-feira, dia 14. “Agradeço todos aqueles que torceram pela Paraíso do Tuiuti, mas não gostaria de entrar na questão política. Minha política é o Carnaval. Mil agradecimentos a todos que abraçaram a nossa escola”, afirmou.

Durante a leitura das notas, a Praça da Apoteose contou a presença de movimentos sociais que foram torcer pela agremiação de São Cristovão e protestar contra Temer. “É um direito deles. Abraçou a Tuiuti, sempre será bem-vindo, mas eu não posso entrar nesse detalhe político. A gente não quis denegrir a imagem de ninguém. A gente procurou fazer um enredo bem desenvolvido, essa foi a nossa política”, declarou ao explicar que o enredo foi mais histórico do que político.

Com toda essa repercussão, Thor acredita que a escola será mais respeitada. “Eu sempre pensei que a marca Paraíso do Tuiuti ganhasse o Brasil, nunca imaginaria que ganharia o mundo. A Tuiuti vai ser vista com outros olhos no próximo Carnaval”, apostou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo