Mulher teria sido enterrada viva na Bahia; corpo estava revirado no caixão

Por Metro Jornal

A família de uma mulher de 37 anos, de Riachão das Neves, no interior da Bahia, acredita que ela pode ter sido enterrada viva no último dia 29 de janeiro.

De acordo com o portal Metrópoles, as suspeitas começaram quando moradores de casas vizinhas ao cemitério municipal onde Rosângela Almeida Santos foi enterrada começaram a ouvir gritos, supostamente vindos do túmulo. Uma dona de casa que vive nas proximidades conta que ouviu batidas na sepultura.

A família, então, violou a sepultura e encontrou o corpo revirado com machucados nos braços e na testa. Os ferimentos, segundo eles, indicam que ela tentou sair do caixão após o enterro.

A suspeita é de erro médico. Rosângela ficou enterrada durante 10 dias. Ela estava internada no Hospital do Oeste, em Barreiras (BA), e teve o falecimento atestado no dia 28. A causa da morte foi choque séptico.  A Polícia Civil de Riachão das Neves investiga o caso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo