Mais de 50 frascos de vacina contra febre amarela são furtados em São Paulo

Por William Kury - Rádio Bandeirantes
Paulo Whitaker/Reuters
Mais de 50 frascos de vacina contra febre amarela são furtados em São Paulo

56 frascos da vacina contra a febre amarela sumiram de duas Unidades de Saúde da capital paulista. Os furtos ocorreram nos dias 29 e 31 de janeiro, há menos de 10 dias.

A prefeitura comunicou o caso no diário oficial nesta quarta-feira.

Boa parte dos furtos ocorreu em uma UBS na zona sul da cidade, na Vila Edite, de onde foram levados 50 frascos da vacina e mais 50 de diluentes. De uma outra unidade, na zona oeste, foram mais seis frascos.

Leia mais:
As 3 teses que tentam explicar como a febre amarela rompeu fronteiras da Amazônia e atingiu o Sudeste

Cada frasco da vacina fornece 10 doses. Portanto, esses furtos fizeram com que 560 pessoas deixaram de ser vacinadas.

Informações iniciais apontam que as caixas com os frascos estavam em lugares públicos. A Polícia Civil está investigando o caso e os funcionários das unidades já foram ouvidos.

A Coordenadoria Regional de Saúde afirma que "cabe aos órgãos de segurança pública a investigação dos furtos e a identificação dos responsáveis" e que "diante do ocorrido, a segurança foi reforçada nos locais onde os insumos são armazenados".

Loading...
Revisa el siguiente artículo