Estratégia de vacinação contra febre amarela é alterada na zona norte de SP

Por Agência Brasil

A prefeitura de São Paulo interrompeu a vacinação contra a febre amarela em postos de saúde da zona norte da cidade, área que oferece risco de surto da doença devido à proximidade com corredores ecológicos. Apenas duas unidades da região (Vila Palmeiras e Tucuruvi) continuam vacinando pessoas que vão viajar.

De acordo com a prefeitura, houve uma mudança de estratégia, já que o número de imunizados na zona norte ficou abaixo da meta de 2 milhões de pessoas. No total, foram vacinados 1,3 milhão de pessoas, o correspondente a 58% dos moradores dessa região.

A zona norte foi a primeira região de São Paulo a receber a campanha de vacinação, em setembro do ano passado. Na primeira semana, as unidades de saúde chegaram a vacinar 450 mil pessoas, número que caiu para 45 mil no final de novembro.

Nova estratégia

Nesta semana, a prefeitura informou que iniciará um levantamento, feito de casa em casa, para indicar quem são os moradores que ainda não receberam a vacina e quais os bairros com menor cobertura. “Em seguida, será definida a estratégia para a vacinação do público restante, que deverá começar nos próximos dias de forma escalonada”, informa a nota da administração municipal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo