Médicos e professores não vão precisar pagar pedágio em horário de trabalho

Por Metro Jornal

Alguns funcionários públicos que trabalham no Estado de São Paulo podem se tornar isentos de pegar pedágios nas rodovias estaduais. A medida quer que professores, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas e médicos – seja da rede pública municipal, estadual ou federal – tenham livre circulação durante o deslocamento para o trabalho.

Leia mais:
Com 5 pedágios, Alckmin lança edital de concessão do Rodoanel Norte
Projeto de lei proíbe que policiais rodoviários se escondam para multar

A isenção só será válida nos dias úteis, entre 6h e 22h, para veículos dos funcionários públicos já citados. O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Márcio Camargo (PSC) e foi aprovado no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). O texto agora aguarda a sanção do governador Geraldo Alckmin para entrar em vigor.

"Isso valoriza os profissionais que se deslocam até outros municípios para colaborar em áreas fundamentais da sociedade, como saúde e educação", defende Camargo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo