Médicos e professores não vão precisar pagar pedágio em horário de trabalho

Por Metro Jornal
Adriano Vizoni/Folhapress
Médicos e professores não vão precisar pagar pedágio em horário de trabalho

Alguns funcionários públicos que trabalham no Estado de São Paulo podem se tornar isentos de pegar pedágios nas rodovias estaduais. A medida quer que professores, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas e médicos – seja da rede pública municipal, estadual ou federal – tenham livre circulação durante o deslocamento para o trabalho.

Leia mais:
Com 5 pedágios, Alckmin lança edital de concessão do Rodoanel Norte
Projeto de lei proíbe que policiais rodoviários se escondam para multar

A isenção só será válida nos dias úteis, entre 6h e 22h, para veículos dos funcionários públicos já citados. O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Márcio Camargo (PSC) e foi aprovado no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). O texto agora aguarda a sanção do governador Geraldo Alckmin para entrar em vigor.

"Isso valoriza os profissionais que se deslocam até outros municípios para colaborar em áreas fundamentais da sociedade, como saúde e educação", defende Camargo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo