'Eu vou quebrar esse posto': morador se revolta na espera por vacina da febre amarela

Por Rádio Bandeirantes

“Hoje eu vou causar. Ou eles me dão a senha ou eu vou quebrar esse posto, com polícia e tudo”.  A revolta é de um morador da zona sul de São Paulo, que aguarda por vacinação contra febre amarela na UBS Vila das Belezas.

A campanha, que começa nesta quinta-feira (25) na capital e em outras 54 cidades, só vai vacinar pessoas que receberam as senhas que estão sendo distribuídas pela prefeitura desde terça-feira, de casa em casa.

Moradores das zona sul e leste recebem a visita dos agentes; a campanha é gradativa e vai até o dia 24 de fevereiro.

A Secretaria Municipal de Saúde garantiu à reportagem da Rádio Bandeirantes que todas as pessoas da fila receberão a senha, desde que sejam moradoras das áreas previamente determinadas.

Apesar disso, o clima é de desespero: os moradores relatam que não viram nenhuma movimentação de agentes e querem a vacina por estarem em áreas de risco.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo