Multa em vaga reservada sobe 368% nas férias

Por Metro São Paulo

Depois de duas quedas consecutivas, o número de multas aplicado em estacionamentos particulares de São Paulo por desrespeito às vagas reservadas para idosos e deficientes quintuplicou no mês de dezembro.

A fiscalização em shoppings e supermercados foi iniciada pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) em 1º de setembro na capital. Naquele mês, foram registradas 424 infrações.

No mês seguinte, outubro, o total caiu para 160 e voltou a registrar queda em novembro, com 81 autuações. Já em dezembro, houve alta de 385% e o número de multas disparou para 393.

Para a CET, a queda em outubro e novembro foi motivada pela conscientização sobre o uso correto das vagas por parte dos motoristas e o aumento em dezembro foi provocado pelo período de compras de fim de ano, que levou mais carros para shoppings e supermercados.

A fiscalização é realizada só nos estabelecimentos credenciados – que são os que já se adaptaram às exigências legais sobre as vagas. Atualmente, são 27 shoppings e 36 supermercados.

Quem estaciona nas vagas para idosos e deficientes sem o cartão de autorização pode ser multado em R$ 293,47 e somar sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação. A CET recebe denúncias pelo telefone 1188.

No ano em que a prefeitura passou a fiscalizar o uso das vagas reservadas em estacionamentos privados, o DSV (Departamento de Operação do Sistema Viário) registrou aumento de quase 100% na emissão de cartões de para idosos. Entre janeiro e dezembro do ano passado foram emitidos 129,6 mil cartões, ante 65,6 mil em todo o ano de 2016.

 

infrações vagas reservadas
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo