Remédio para epilepsia encontrado com motorista de Copacabana estava vencido

Por Metro Jornal

Um dos remédios encontrados no automóvel de Antonio de Almeida Anaquim, que atropelou 17 pessoas em Copacabana na última quinta-feira (18), estava vencido. O medicamento Depakote, usado para o tratamento da epilepsia, estava fora da validade desde julho de 2017. Anaquim alegou em depoimento ter sofrido um ataque epilético quando passava pelo trecho da Av. Atlântica.

O motorista também tinha outra embalagem do Depakote e duas cartelas de Lamitol e Tegretol CR, também utilizadas para tratar epilepsia, todas dentro do prazo de validade.

No acidente houve pelo menos uma morte: a da bebê Maria Louise, de 8 meses. Ainda há pacientes internados em estado grave, como o australiano Daniel Philips, 68 anos, que mora no Rio de Janeiro há 20 anos.

As informações são do jornal O Globo.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo