Com greve no Metrô, SP tem recorde de congestionamento

Por Metro Jornal com Rádio Trânsito Caçula de Pneus
Evelson de Freitas/Folhapress
Com greve no Metrô, SP tem recorde de congestionamento

O mapeamento Rádio Trânsito Caçula de Pneus/Maplink registrou o pico de 614 km de vias com trânsito ruim em São Paulo às 10h25 – o recorde do ano de congestionamento no período da manhã – por causa da greve do Metrô.

O recorde histórico da manhã é de 724 km de lentidão, registrado no dia 27 de novembro de 2017.

Leia mais:

Com greve, secretário sugere que trabalhador volte mais tarde para casa
Greve: Veja quais estações do Metrô estão funcionando

O motorista ainda encontra trânsito muito ruim pela capital, principalmente pelas zona leste e norte que são as mais prejudicadas pela greve do metrô.

Para sair da Zona Norte, o trânsito é ruim pelas avenidas Santos Dumont, Cruzeiro do Sul, General Ataliba Leonel, Zaki Narchi, Braz Leme, Casa Verde, Ordem e Progresso, Joaquina Ramalho e ruas dos Machados, Olavo Egídio, Voluntários da Pátria e Alfredo Pujol.

Para quem sai da Zona Leste e Guarulhos, congestionamento pela pista lateral da Dutra, Rodovia Ayrton Senna, corredor da Tiquatira, Radial Leste, Rua Dr. Assis Ribeiro e avenidas Aricanduva, Salim Farah Maluf e Professor Luiz Ingácio de Anhaia Mello. O rodízio municipal está suspenso para veículos de passeio, mas vale normalmente para os caminhões.

Zona Azul também foi liberada na cidade. As zonas máximas de restrição para caminhões e fretados, faixas exclusivas e corredores de ônibus estão valendo normalmente.

Loading...
Revisa el siguiente artículo