Flanelinha é morto por PM após jogar água no para-brisa de carro

Por Metro Jornal
Reprodução/Bom dia Rio/TV Globo
Flanelinha é morto por PM após jogar água no para-brisa de carro

Um flanelinha foi morto por um policial militar em Campo Grande, no Rio de Janeiro, na noite da última quinta-feira (11). O crime aconteceu na esquina da avenida Cesáreo de Melo com a rua Madre Teresa, próximo ao hospital Rocha Faria, segundo informações do jornal "Bom Dia Rio", da TV Globo.

Leia mais:
São Paulo tem 11 mortes causadas por febre amarela só neste ano
‘Sexta sem carro’ fecha ruas do Centro Histórico de São Paulo

O cabo Leandro Augusto Graciano, que trabalha na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) de Manguinhos, estava no carro quando o flanelinha Romário de Oliveira Rezende jogou água no para-brisa de seu veículo. O PM, que estava acompanhado, pediu que o flanelinha parasse, mas o mesmo se negou.

Isso fez Leandro sair do carro e começar a discutir com Romário. Em depoimentos, o cabo disse que sacou o revólver e atirou no chão e, mesmo assim, a discussão continuou.

Depois disso, Leandro alega que o flanelinha pegou uma pedra, o que o fez atirar contra ele. O flanelinha morreu na hora.

Duas outras pessoas acabaram atingidas por estilhaços de vidro, mas foram socorridas e levadas para o hospital Rocha Faria.

O cabo se apresentou à divisão de homicídios e vai responder ao crime em liberdade.

Loading...
Revisa el siguiente artículo