Vacina fracionada da febre amarela não vai valer para quem for viajar

Por Metro Jornal
Free images
Vacina fracionada da febre amarela não vai valer para quem for viajar

A vacina fracionada contra a febre amarela será aplicada a partir do próximo dia 3 em 52 cidades de São Paulo. A campanha vai até 24 de fevereiro e tem o objetivo de imunizar 6,3 milhões de pessoas.

A dose será dividida para ampliar a imunização para o maior número de pessoas. Na capital, a dose concentrada será aplicada nas áreas de risco – que são os bairros próximos aos parques onde foram encontrados macacos mortos com o vírus da febre amarela.

Leia Mais:
Febre Amarela: Vacina fracionada vai só a bairros do leste e do sul de SP
Preocupados com a febre amarela, paulistanos encaram longas filas
Veja onde se vacinar contra a febre amarela em São Paulo

Entretanto, quem for imunizado com a vacina fracionada não terá o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia), que só será entregue para quem tomar a dose inteira (0,5 ml).

De acordo com nota da Anvisa (Agência Nacional de Segurança Sanitária), "não será emitido CIVP, em hipótese alguma, para quem apresentar comprovante de vacinação com etiqueta referente a dose fracionada".

Desde julho de 2017, o Brasil passou a exigir apresentação de comprovante de viagem para que a vacina seja aplicada .

A regra também vai valer para a dose padrão, que será aplicada gratuitamente em postos de vacinação com a apresentação do comprovante.

Loading...
Revisa el siguiente artículo