Uma emoção pode ser a principal causa de acidentes no trânsito; descubra qual é

Por Metro Internacional

Acredite ou não, existe uma emoção que causa acidentes em grande proporção, ainda mais do que estar cansado ou distraído.

Um estudo mostrou que estar triste ou depressivo afeta severamente a habilidade de dirigir. O artigo publicado no site The Telegraph explica como estar triste, irritado ou agitado aumenta o risco de um acidente em quase dez vezes.

Pesquisadores norte-americanos da universidade Virginia Tech analisaram muitas das teorias para buscar as causas mais comuns de acidentes.

Surpreendentemente,os estudos indicam que interagir com uma criança pode reduzir o risco de uma batida. Comer e se maquiar também não representam riscos significativos.

Contudo, a fadiga ainda é perigosa para a segurança do trânsito: pode aumentar o risco de acidente em três vezes. Chance maior do que falar ao telefone, por exemplo.

A pesquisa

Para chegar a essas conclusões, os pesquisadores usaram câmeras de vídeo para monitorar os hábitos de mais de 3.500 pessoas em todos os Estados Unidos.

Durante o período de estudo, houve mais de 900 acidentes em que as pessoas saíram feridas e com danos em seus automóveis.

Os pesquisadores compararam essa informação com dados de acidentes de carro e descobriram, primeiramente, que  mais da metade dos motoristas tinham algum tipo de comportamento arriscado sempre que estavam dirigindo por uma estrada.

Veja mais dados relevantes:

  • Conduzir triste aumentou o risco de acidente em 9,8 vezes.
  • Procurar um objeto no carro aumentou o risco de batida em 9 vezes.
  • Mensagens de texto ou revisar o celular aumentou o risco de acidente em 6 vezes.
  • Dirigir cansado aumentou o risco para 3 vezes. Enquanto falar com o passageiro apontou risco mínimo e dançar ao volante não teve impacto.

O maior risco de acidente

Como era de se esperar, o consumo de bebidas alcoólicas ou drogas aumentou as chances de acidente em mais de 35 vezes.

Com base nos resultados, os especialistas consideram que mais de 30% dos acidentes podem ser evitados eliminando todas as distrações.

No entanto, é importante não minimizar o impacto de uma emoção ao dirigir e redobrar os cuidados quando  for necessário dirigir quando se está triste, desconfortável ou emocionalmente instável.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo