Prefeitura de Santos inicia construção de barreira para diminuir efeitos das ressacas

Por Leandro Gouveia/Rádio Bandeirantes

A prefeitura de Santos, litoral de São Paulo, iniciou a construção de uma barreira artificial para diminuir os efeitos das ressacas na Ponta da Praia. Uma estrutura de 515 metros de extensão e cerca de 3 de altura começou a ser instalada no mar.

A barreira, em formato de "L", é composta por tubos de areia que, juntos, pesam cerca de 300 toneladas. O objetivo é diminuir a intensidade das ressacas e a erosão da faixa de areia, que já baixou 2 metros em relação ao nível da rua.

O engenheiro Ernesto Tabuchi, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Santos, explica que as ondas vão chegar com menos força à praia. Durante os 40 dias de execução dos trabalhos, uma parte da Ponta da Praia permanecerá interditada.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Ernesto Tabuchi afirmou ainda que, depois da conclusão, a região ficará mais favorável para os banhistas. Segundo o engenheiro, as obras serão realizadas durante o verão porque o mar fica mais calmo.

A instalação, orçada em quase R$ 3 milhões, será paga com o dinheiro de uma multa ambiental gerada por um acidente no Porto de Santos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo