Idosos podem ter cota em vagas de estágio na Prefeitura de São Paulo

Por Metro Jornal
Folhapress
Idosos podem ter cota em vagas de estágio na Prefeitura de São Paulo

Com o aumento da expectativa de vida, o perfil dos idosos da capital paulista tem mudado. Além de estarem se conectando com as novas tecnologias, eles estão cada vez mais ativos na sociedade e, inclusive, no mercado de trabalho. Pensando nisso, um projeto de lei que tramita na Câmara Municipal de São Paulo quer ampliar o acesso de pessoas da terceira idade às vagas de estágio.

A proposta, de autoria do vereador Jair Tatto (PT), quer destinar 1% das vagas na Prefeitura para estagiários acima dos 60 anos.

Leia mais:
Qual o segredo dos superidosos que esbanjam saúde com mais de 80 anos
Idoso morre em vagão e funcionários só percebem no fim do funcionamento do metrô

Caso o projeto seja aprovado e sancionado pelo prefeito João Doria, os idosos vão precisar apenas estar matriculados em faculdades e ter frequência comprovada para se candidatarem às vagas.

Na justificativa do PL, o vereador defende que o estágio é importante fase da formação profissional. "Entretanto, apesar do incentivo governamental para o ingresso em faculdade, o estudante em idade mais avançada fatalmente encontra dificuldades para ingressar em estágio profissional, uma vez que as empresas ainda têm resistência em contratar pessoas mais idosas", explica Tatto.

Segundo o vereador, o projeto vai ajudar nesse ponto por ser uma iniciativa que dá apoio para que o idoso tenha uma vida ativa e produtiva em qualquer idade, beneficiando tanto a sociedade quanto a economia do município.

O projeto ainda está sendo avaliado pelas comissões e desde o final de novembro de 2017 aguarda para ser analisado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

Loading...
Revisa el siguiente artículo