'Segunda Sem Carne' limita o direito das pessoas, diz Alckmin

Por Rádio Bandeirantes

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin afirmou que vai vetar o projeto de lei que estabelece a “segunda sem carne” em restaurantes e refeitórios de órgãos públicos do Estado.

 De acordo com o tucano, o PL é equivocado e limita o direito das pessoas. Ainda segundo o governador, a capacidade de julgamento e decisão das pessoas seria prejudicada caso a lei fosse sancionada.

O texto proibia o fornecimento de carnes e também derivados às segundas-feiras – hospitais e unidades de saúde pública ficariam isentos da restrição.

O projeto também pretendia obrigar restaurantes, lanchonetes e bares a fixar um cardápio alternativo aos clientes – o descumprimento da regra previa multa de pouco mais de R$ 7.500.

O projeto de lei, de autoria do deputado Feliciano Filho, foi aprovado na Assembleia Legislativa no dia 27 de dezembro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo