Acidentes deixam 1,3 mil feridos e 79 mortos em rodovias federais no Natal

Por Estadão Conteúdo
BR-364 em Frutal, no Triângulo Mineiro - metro
Acidentes deixam 1,3 mil feridos e 79 mortos em rodovias federais no Natal

Somente nas rodovias federais do País, 79 pessoas morreram e 1.320 ficaram feridas no feriado prolongado do Natal, conforme balanço divulgado nesta terça-feira, 26, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Entre sexta-feira, 22, e segunda, 25, foram contabilizados 1.352 acidentes, dos quais 252 foram graves, com pessoas feridas ou mortas. O número de mortes, segundo a PRF, foi 30% menor que no ano passado, quando aconteceram 113 óbitos. Em 2016, o Natal caiu num domingo, não tendo havido feriado prolongado.

Em quatro dias, este ano, a PRF registrou 34.487 flagrantes por excesso de velocidade e 3.539 motoristas realizando ultrapassagens irregulares em todo o Brasil. Foram aplicados 627 autos de infração a motoristas que dirigiam após ingerir bebidas alcoólicas e 1.418 pelo não uso do cinto de segurança. A fiscalização autuou 232 motociclistas sem capacete e 278 motoristas que levavam crianças sem a cadeirinha.

Em rodovias estaduais de São Paulo, foram registrados 717 acidentes que ocasionaram 20 mortes durante o feriado do Natal, desde a zero hora de sexta-feira, até o fim da noite de segunda. Houve ainda 435 vítimas de acidentes, das quais 75 tiveram ferimentos graves, conforme dados da Polícia Rodoviária Estadual Não foi feita comparação com o ano anterior por não ter havido, em 2016, feriado prolongado. Alguns dos principais sistemas rodoviários paulistas, como o Rodoanel Oeste, Castelo Branco-Raposo Tavares e Ayrton Senna-Carvalho Pinto, não registraram mortes no período do Natal.

Loading...
Revisa el siguiente artículo