Cidades do interior de São Paulo registram alagamentos e quedas de árvores após temporal

Por Estadão Conteúdo
Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM) da Unicamp, em Campinas, registrou alagamentos nos centros cirúrgico e obstétrico - Código19/Folhapress
Cidades do interior de São Paulo registram alagamentos e quedas de árvores após temporal

Chuvas fortes com rajadas de vento causaram quedas de árvores e alagamentos em ao menos seis cidades do interior, na tarde desta segunda-feira, 25, feriado do Natal. Até o fim da tarde, órgãos da Defesa Civil ainda contabilizavam os estragos, mas ninguém ficou ferido.

Em Campinas, o vento atingiu 81 km/h e a chuva atingiu 27 milímetros, segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Unicamp. A Avenida Orosimbo Maia, uma das principais da cidade, teve trechos alagados e dois carros ficaram presos na enxurrada. Houve alagamentos também nos bairros São Bernardo, Vila Brandina, Parque São Quirino e Jardim Aero Continental, além do distrito de Sousas. A inundação impediu o trânsito em ruas vizinhas à Lagoa do Taquaral.

Leia também:
Cachorro assustado com barulho de fogos fica preso em grade e é resgatado
Bombeiros fazem parto de mulher que vive embaixo de ponte em São Paulo

Em Sumaré, o temporal causou alagamentos de ruas e de residências no Parque das Indústrias e no distrito de Nova Veneza. No fim da tarde, a Defesa Civil fazia um levantamento da situação. Várias ruas ficaram alagadas também no bairro Belvedere, em Americana. Em Paulínia, houve quedas de árvores.

Em Sorocaba, a queda de uma árvore de grande porte atingiu a fiação elétrica, na Praça Fernando Prestes, a principal da cidade, e deixou sem energia parte do centro. Uma terminal do Integrabike, serviço municipal de empréstimo de bicicletas, foi atingido. Na região do Além Ponte, o Córrego Piratininga saiu do leito e alagou ruas.

Em Ribeirão Preto, várias árvores caíram durante o temporal e uma delas atingiu um carro, no Jardim Piratininga. O veículo, sem ocupantes, ficou danificado. Na Avenida Jerônimo Gonçalves, a queda de uma árvore interditou o acesso à Unidade Básica de Saúde (UBS) central.

Capital. Em abril deste ano, São Paulo registrou uma série de alagamentos depois de seis horas de chuva.

Loading...
Revisa el siguiente artículo