ABC deixa para janeiro discussão sobre tarifa de ônibus

Por Metro Jornal ABC

Os prefeitos do ABC devem deixar para janeiro as discussões sobre o reajuste das tarifas municipais nos ônibus. Na quinta-feira (21), a Prefeitura de São Paulo anunciou que vai aumentar o valor, mas não disse em quanto. Historicamente, a região acompanha o reajuste na capital, o que não aconteceu neste ano, quando o prefeito João Doria (PSDB) optou por congelar o preço e os representantes do ABC, em aumentar.

Enquanto os passageiros de São Paulo pagam R$ 3,80, os de Santo André e São Bernardo desembolsam R$ 4,20 e os de São Caetano, R$ 4. Tarifas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e metrô também ficaram em R$ 3,80.

Prefeitos ouvidos pela reportagem ainda se dividem sobre o tema. No comando de Santo André, Paulinho Serra (PSDB) disse que não há certeza sobre aumento. “Talvez não (ocorra). Estamos negociando e discutindo outras questões do sistema, não só a tarifa.”

Leia mais:
O que deve mudar no transporte público de São Paulo nos próximos anos?
Tarifa de ônibus vai subir em 2018 em SP

José Auricchio Júnior (PSDB), de São Caetano, defende que a discussão seja feita via Consórcio Intermunicipal do ABC, entidade onde os prefeitos da região se reúnem mensalmente.

“Há muitos anos a questão da tarifa do transporte público é uma discussão regionalizada. O Consórcio tem sido o protagonista disso. É óbvio que em algum momento vai ter que ter esse reajuste, mas não foi aberta ainda essa discussão regional”, afirmou.

A entidade confirma que o tema não entrou nas reuniões. “Normalmente, (o reajuste) é discutido nas primeiras semanas de janeiro, mas a pauta da reunião de prefeitos ainda não foi fechada”, disse o Consórcio por meio de sua assessoria. A próxima reunião será no dia 9.

O prefeito de São Bernardo e presidente da entidade, Orlando Morando (PSDB), também se pronunciou via assessoria de imprensa, e se limitou a dizer que “o assunto ainda não foi discutido.”

Estado terá aumento 

O secretário de Mobilidade e Transportes da cidade de São Paulo, Sérgio Avelleda, confirmou que a tarifa de ônibus, congelada desde 2016, terá reajuste em 2018. Ele disse que não há índice nem data definidos para o aumento e confirmou que os estudos são em conjunto com o Estado.

“A intenção tanto da prefeitura quanto do governo é caminharem juntos na tarifa do metrô, do trem e do ônibus”, afirmou. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo