Verão começa e chuva já faz estragos em Santo André

Por Metro Jornal ABC
Verão começa e chuva já faz estragos em Santo André

O verão começa oficialmente nesta quinta-feira (21), mas na quarta-feira (20) as chuvas fortes típicas da época não esperaram a estação chegar e deram as caras por vários pontos do ABC, causando alguns pontos de enchente.

A cidade mais castigada, mesmo que sem casos graves, foi Santo André. A avenida Industrial, em frente ao Grand Plaza Shopping, no bairro Jardim, ficou completamente submersa no fim da tarde. Mesmo assim, carros se arriscavam e passavam pelo local (veja a imagem ao lado). Os trilhos da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) ficaram alagados na região da estação Utinga, o que resultou na paralisação temporária do sistema.

Também houve registro de alagamento na avenida Almirante Delamare, que fica na capital, mas na divisa com São Caetano.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a média das temperaturas máximas no verão do ABC deve ficar entre 27ºC e 28ºC e, das mínimas, entre 18ºC e 19ºC, nos três primeiros meses do ano.

Devido à fraca atuação do fenômeno La Niña, que altera as condições climáticas no país, a região Sudeste deve ter bastante chuva apenas em janeiro, e índices dentro da média nos meses de fevereiro e março.

Porém, há um diferencial: o Inmet diz que as chuvas deste verão tendem a ser contínuas, durando até quatro horas por dia, o que alerta para a possibilidade de enchentes.  


Monitoramento do clima será regional desta vez

Pela primeira vez, as ações que visam monitorar e prevenir enchentes e deslizamentos no ABC vão contar com controle regional durante o verão.

Isso porque o Consórcio Intermunicipal do ABC lançou neste mês o próprio CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências). O órgão, instalado na sede da entidade, em Santo André, visa fornecer com antecedência informações sobre a quantidade e intensidade das chuvas. Segundo o Consórcio, esse controle vai fazer com que os dados cheguem mais rápido à Defesa Civil de cada município. A entidade regional diz que esse modelo de monitoramento é o pioneiro no Brasil.

Loading...
Revisa el siguiente artículo