Quis fazer o vídeo “Mais perigoso da história do YouTube” e terminou assassinando o noivo

Por Metro Internacional

Monalisa Pérez, uma jovem norte-americana, foi sentenciada a cumprir uma pena de seis meses de prisão e dez anos de liberdade vigiada após cometer um homicídio involuntário.

Leia mais:
YouTuber mata namorado em vídeo ao vivo durante desafio que deu errado

Segundo o Star Tribune, a jovem queria gravar junto a seu noivo o “Vídeo mais perigoso da história do YouTube” e o resultado foi trágico: ela acabou matando Pedro Ruiz.

A ideia era que o noivo segurasse uma enciclopédia contra o próprio corpo, enquanto Monalisa apontasse e disparasse uma arma. Ambos acreditavam que a bala seria barrada pelo livro. Contudo, o tiro acabou atingindo o jovem.

Com uma Desert Eagle de calibre 50, a jovem disparou a meio metro de distância de Ruiz e acabou matando o rapaz. O “acidente” foi gravado pelo casal.

Após ser detida, a mulher afirmou que a ideia foi da vítima e isso a ajudou na sua sentença. Monalisa está grávida do falecido noivo, esperando seu segundo filho.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo