Plantões do hospital da USP continuam com apenas 1 médico na emergência

Por Band News FM
wikipedia
Plantões do hospital da USP continuam com apenas 1 médico na emergência

Os plantões do Hospital Universitário da USP continuam com apenas um médico para atender pacientes no setor de emergências clínicas.

Ou seja, a equipe é insuficiente para salvar vidas e reduzir sequelas de casos de AVC, infartos e paradas cardíacas, por exemplo, que precisam de socorro imediato.

O diretor do Sindicato dos Médicos de São Paulo, Gerson Salvador, explica que os plantões costumavam ter três profissionais e que a crise se arrasta desde 2014, quando houve uma demissão em massa.

Ele apela ao poder público que tome providências e torce pela aprovação de uma emenda no valor de 48 milhões de reais para a contratação de novos médicos.

O pronto-socorro infantil do hospital está fechado desde outubro e o adulto funciona parcialmente desde o último dia 11.

A Secretaria Estadual da Saúde alega que a Universidade de São Paulo tem autonomia de gestão.

Procurada pela reportagem, a reitoria da USP, responsável pelo hospital,  afirmou que não vai se pronunciar sobre a crise na instituição.

Loading...
Revisa el siguiente artículo