Privatização do Anhembi é autorizada em São Paulo

Por Metro Jornal São Paulo
Paulo Pinto / Fotos Públicas
Privatização do Anhembi é autorizada em São Paulo

O prefeito João Doria (PSDB) sancionou a lei que autoriza a privatização do Complexo Anhembi e da SPTuris, responsável pelo turismo e eventos na cidade.

A decisão, segundo a prefeitura, deve ter um impacto de R$ 5 bilhões até 2020. Esse valor será investido em serviços sociais, de educação e saúde, especialmente na zona norte.

De acordo com a lei, o Sambódromo deve ficar até 75 dias por ano reservado para realização de eventos de Carnaval e religiosos, por exemplo.  Além disso, ficou determinado que a as atividades de turismo, hoje realizadas pela SPTuris, passarão a ser responsabilidade de outros órgãos públicos.

Antes da venda, um projeto de lei sobre o uso e ocupação do solo do local deverá ser votado.   

Loading...
Revisa el siguiente artículo