Prefeitura embarga obra de Lula em São Bernardo

Por Metro Jornal ABC

A Prefeitura de São Bernardo embargou a obra do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no terreno localizado na Vila Jurubatuba, região de preservação ambiental às margens da represa Billings.

De acordo com o termo de interdição publicado no jornal oficial “Notícias do Município”, fiscais flagraram no local movimentação de terra em área de aproximadamente 679 metros quadrados sem licenciamento ambiental.

Lula também foi multado em R$ 41.740. Por meio de sua assessoria de imprensa, o petista negou irregularidades e disse que entrará com recurso no Tribunal de Justiça contra a decisão da prefeitura.

As obras eram realizadas em terreno ao lado de um sítio de propriedade de Lula, chamado “Los Fubangos”.

No dia 6 de setembro, a prefeitura publicou autorização para que o ex-presidente realizasse intervenção em vegetação.

Mas no dia 2 de novembro, a Secretaria de Gestão Ambiental cancelou todas as licenças que haviam sido concedidas de janeiro a outubro. A medida foi tomada após o então secretário da pasta, Mário Henrique de Abreu, ser acusado de corrupção pelo Ministério Público. De acordo com a denúncia, ele e sua equipe cobravam para liberar obras e vendiam cargos. Abreu nega as acusações. Ele foi exonerado logo após o desencadeamento da Operação Barbatanas, em 31 de outubro, que apreendeu documentos no prédio da prefeitura.

De acordo com a publicação oficial sobre os cancelamentos das licenças ambientais, os interessados seriam notificados e deveriam formular requerimento para análise do caso.

A Prefeitura de São Bernardo e a assessoria de Lula não confirmaram se há relação entre a multa e as suspensões das licenças.

A gestão municipal informou que o projeto executado não estava em consonância com o aprovado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo