Câmeras de São Caetano vão detectar veículos roubados

Equipamentos de monitoramento do município agora fazem parte de sistema do governo estadual que lê placas dos automóveis

Por Cadu Proietti - Metro Jornal ABC

A Prefeitura de São Caetano assinou ontem convênio com a SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) para incluir 65 câmeras de monitoramento da cidade no sistema Detecta, que é capaz de fazer leitura de placas de veículos e indicar pendências, como roubo e furto, e comunicar imediatamente os órgãos policiais.

De acordo com o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), a cidade já conta com 21 pontos em funcionamento na nova tecnologia e outros seis aparelhos serão instalados na cidade dentro de 10 dias para completar 27 locais com monitoramento eletrônico. Ele diz que alguns pontos, como em esquinas, contam com mais de uma câmera e, por isso, o total de equipamentos será 65 dentro do programa estadual. “Ainda não é o momento final, mas um início muito importante. Esse número de 27 pontos de monitoramento  é uma marca incrível para uma cidade como a nossa.”

O tucano disse que todas as 13 divisas da cidade já estavam, desde ontem, funcionando com o Detecta. “Agora, a gente tem a condição de saber quem entrou e quem saiu em cada instante”, afirmou Auricchio.

O sistema lê os números e letras das placas e os encaminha via mensagem de texto para central da SSP, que  retorna a informação para os agentes de segurança da cidade detectando os veículos que constam com algum tipo de ocorrência. O alerta vai tanto para a central de monitoramento da GCM (Guarda Civil Municipal) quanto para os tablets que ficam dentro das viaturas da Polícia Militar.

“É um sistema extremamente complexo, mas de muita eficiência e inteligência, que junta dados em frações de segundos e devolve para nós com informação rica para o combate e prevenção à criminalidade. Isso ajuda na ação imediata ou tardia, porque dá para buscar dados no arquivo que ajudam na elucidação de um crime que já aconteceu”, disse Auricchio.

Cidade cria cadastro de devedores
São Caetano criou o Cadin (Cadastro Informativo Municipal), que tem o objetivo de  concentrar as dívidas de pessoas físicas e jurídicas junto a órgãos e entidades do governo municipal. O anúncio foi feito ontem e tem como exemplo iniciativa já existente na capital.

Podem ser incluídas no Cadin pessoas e empresas que tenham dívidas vencidas ou que não tenham feito alguma prestação de contas exigida por lei ou cláusula de convênio.

Quem for incluído no cadastro fica impedido de realizar convênios e parcerias com a prefeitura e receber auxílios e incentivos fiscais, assim como obter licenças e alvarás de funcionamento e certidão negativa de débitos. E as pessoas jurídicas ainda ficam sujeitas à exclusão do regime tributário do Simples Nacional.

O acesso ao cadastro é livre. O próprio contribuinte poderá entrar no site (cadin.saocaetanodosul.sp.gov.br) e verificar se há alguma pendência vinculada ao seu CPF ou CNPJ.   METRO abc

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo