Dez dias após roubo de ambulância, polícia não tem pistas dos criminosos

Por Rádio Bandeirantes
Fernando Pereira/ASCOM- PMSP
Dez dias após roubo de ambulância, polícia não tem pistas dos criminosos

A polícia ainda não tem pistas dos criminosos que há 10 dias invadiram uma base do Samu no Jardim Ângela, na zona sul de São Paulo.

Na madrugada de 20 de novembro, quatro homens armados com facas renderam o segurança e invadiram o prédio, na rua Comendador Santana. Durante 20 minutos, reviraram a base e ameaçaram os socorristas.

Dois funcionários que estavam de plantão – um auxiliar de enfermagem e um motorista – foram amarrados e feitos reféns.

O bando levou uma ambulância, duas motocicletas – uma do Samu e a outra de um funcionário – além de pertences como celulares, carteiras, alianças.

A PM foi acionada e durante as buscas a ambulância e a moto do funcionário foram encontradas. Dias depois a moto roubada do Samu também foi localizada e encaminhada para o serviço de manutenção.

 Um adolescente de 17 anos foi abordado no dia do crime nos arredores do local assaltado – nervoso com a presença policial, ele foi reconhecido por testemunhas e apreendido.

Em nota, a prefeitura informou que os serviços do SAMU não foram prejudicados e que o atendimento é prestado normalmente na região.  Já a Secretaria da Segurança Pública disse que foi instaurado um inquérito e o caso segue em investigação.

Loading...
Revisa el siguiente artículo