PS adulto do Hospital Universitário corre risco de fechar

Por Rádio Bandeirantes
Estudantes fizeram ato em defesa do Hospital Universário no início do mês - Bruno Rocha /Fotoarena/Folhapress
PS adulto do Hospital Universitário corre risco de fechar

O novo reitor da USP (Universidade de São Paulo) afirma que o pronto socorro adulto do Hospital Universitário também corre o risco de fechar. Na semana passada, como a Rádio Bandeirantes antecipou que ocorreria, o PS infantil deixou de atender pacientes por falta de funcionários.

Vahan Agopyan, atual vice-reitor da Universidade de São Paulo, foi entrevistado com exclusividade na rádio. Segundo ele, a solução para o HU está nas mãos do Estado e da prefeitura de São Paulo.

Leia mais:

Hospital Universitário da USP interrompe atendimento de pronto-socorro infantil

"O Estado assumiu uma coisa e a prefeitura outra. Se não tivermos o apoio dos responsáveis da saúde, nós vamos ter que reduzir, mas não diminuir a nossa qualidade", explicou.

Agopyan, que deve assumir a reitoria da USP em janeiro, disse que o Hospital Universitário "não teve e nem tem condições de suprir a necessidade de assistência de saúde para a toda a região oeste de São Paulo".

"No caso particular da zona oeste, também colocaram o Universitário como responsável pela saúde pública. É isso que nós estamos querendo explicar. Estamos sendo culpados por fazermos alguma coisa que não é da nossa responsabilidade", falou à RB.

Vahan Agopyan conversou com José Paulo de Andrade, Salomão.

Loading...
Revisa el siguiente artículo