Grafite da avenida Santos Dumont, em Santo André, atrasa e Prefeitura diz que não há previsão para término

Por Cadu Proieti - Metro Jornal ABC
Projeto da prefeitura tem pintado a Concha Acústica com grafites - Alessandro Valle/ ABCDigipress
Grafite da avenida Santos Dumont, em Santo André, atrasa e Prefeitura diz que não há previsão para término

Uma nova pintura de grafites na avenida Santos Dumont, no bairro Casa Branca, prometida em março pela Prefeitura de Santo André para ser feita entre o fim de agosto e o começo de setembro, acabou ficando em segundo plano pela administração municipal.

Agora, o município diz que não há previsão para dar “nova cara” às paredes da via, que contam com a arte urbana desde 2015. O governo da cidade informou que  novas intervenções de grafite ocorrerão conjuntamente entre a Secretaria de Cultura e os grafiteiros andreenses após diálogo entre as partes.

A Secretaria de Cultura do município diz que tem realizado reuniões com diversos segmentos culturais desde o início do ano para projetar novas pinturas na cidade. Segundo a administração, estes encontros resultaram no projeto “Santo André de Múltiplos Tons”, que realizou intervenções de grafite na Casa do Olhar e na Concha Acústica da Praça do Carmo, ambas no Centro, onde os trabalhos foram iniciados no dia 15 do mês passado.

O governo alega que os prazos para a nova pintura na avenida Santos Dumont foram alterados em parceria com a comunidade do grafite, com a criação de um novo calendário. No entanto, a prefeitura não informou qual a nova previsão para revitalizar as paredes da via.

Em julho, o Metro Jornal mostrou que o local foi vandalizado. Tinta branca foi jogada em alguns dos desenhos – o mesmo material aparece escorrido de cima para baixo em alguns pontos das paredes.

O mural foi feito em maio de 2015, durante a gestão do ex-prefeito Carlos Grana (PT). Na ocasião, a prefeitura abriu edital para inscrição de interessados no projeto.

Loading...
Revisa el siguiente artículo