Governo paranaense projeta nova ferrovia até Paranaguá

Por Metro Curitiba
Nova ferrovia não inclui atual ligação até Paranaguá - Reprodução / ANPR
Governo paranaense projeta nova ferrovia até Paranaguá

O governo do Paraná realiza na terça-feira (28), em São Paulo, um evento para apresentar a proposta de construção uma ferroviária ligando Dourados, no Mato Grosso do Sul, até o Porto de Paranaguá. O objetivo é baratear o transporte da safra agrícola, hoje feito através de caminhões.

Para o financiamento será lançado um PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse), instrumento que convida empresas interessadas a bancar os estudos para o projeto.

A ideia do Executivo é que Ferroeste (que liga Cascavel à Guarapuava) seja incorporada à nova ferrovia. O traçado, no entanto, não poderá utilizar a malha atualmente operada pela empresa Rumo, nem mesmo a sua faixa de domínio. Segundo o governo, a restrição é para  proporcionar um “impacto direto na melhoria dos serviços logísticos”.

“A ferrovia que conecta a produção com o Porto de Paranaguá foi construída de 1885, por D. Pedro II. Precisamos de uma ferrovia com engenharia do século 21, produtiva e competitiva, que venha de fato atender o celeiro do mundo”, diz o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), Luiz Henrique Dividino, 

Como será

O chamado trecho 1 seria inteiramente novo, ligando Guarapuava ao Porto de Paranaguá, com 400 quilômetros de extensão. O trecho 2 já é uma concessão da Ferroeste, mas ainda será construída a extensão da linha de Guarapuava até Dourados (MS), passando por Guaíra, com mais 350 quilômetros de trilhos.

O diretor-presidente da Ferroeste, João Vicente Bresolin Araujo, destaca que o trem é o modal mais barato atualmente. “O trem é a melhor alternativa para reduzir custos e tornar o produto brasileiro mais competitivo”, diz.

METRO curitiba

Loading...
Revisa el siguiente artículo