Menino de 8 anos que viaja 30 km para ir à escola desmaia de fome durante a aula

Por Metro Internacional
Reprodução/Google Street View
Menino de 8 anos que viaja 30 km para ir à escola desmaia de fome durante a aula

"A gente se sentiu impotente. Como uma criança desmaia de fome?”. A frase de Ana Carolina Costa descreve toda a dor que sentiram os professores de uma pequena escola de Cruzeiro, no Distrito Federal, na última segunda-feira (13).

Um menino de 8 anos caiu em plena sala de aula depois de passar quase 36 horas em ingerir alimento algum. A professora chamou imediatamente o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e os paramédicos mal podiam acreditar no que estavam vendo, segundo o Uol.

Logo depois do atendimento, Ana Carolina foi conversar com os três irmãos mais velhos do menino, que também estudam na escola, que "ficaram calados, com cara de assustados”. Por fim, os irmãos acabaram dizendo que não haviam comido nada no domingo e que na segunda-feira de manhã só tinham tomado um mingau antes de sair de casa.

De acordo com o portal G1, o garoto vive com seus irmãos no Parque Paranoá e, como não há escolas públicas no local, têm de viajar cerca de 30 quilômetros para irem ao colégio. Para não se atrasarem, saem muito cedo de casa, por volta das 11 da manhã — na maioria das vezes, sem terem comido nada. A merenda escolar é servida somente às 15h30, sendo um almoço duas vezes por semana e, nos três dias restantes, são oferecidos biscoitos e suco.

O caso motivou diversos membros da escola a juntarem dinheiro e entregarem uma cesta com alimentos para a mãe dos meninos, que disse à Ana Carolina que eles "tinham o suficiente", mas na cozinha havia apenas uma panela de arroz sobre o fogão para toda a família. "Ter comida para eles em casa é ter fubá", lamentou a professora.

Loading...
Revisa el siguiente artículo