Candidatos classificam como 'atual e difícil' prova da primeira fase da Unicamp

Por Estadão Conteúdo
Arquivo/Metro
Candidatos classificam como 'atual e difícil' prova da primeira fase da Unicamp

Embora tenham predominado os temas atuais, candidatos que prestaram a prova em Sorocaba, interior de São Paulo, consideraram difícil a primeira fase do vestibular da Unicamp. "Foi uma prova complexa, com uma quantidade grande de questões que exigiam bastante análise", disse a candidata Letícia Maria Monteiro Guedes Ribeiro, de 18 anos. As questões de física foram as mais complicadas, segundo ela. "Prestei Unicamp também no ano passado, mas esse ano foi seguramente mais difícil. Fiz também a prova da Unesp, mas esta estava mais complicada", disse.

Letícia, que pretende cursar odontologia em universidade pública, chegou com a antecedência para evitar o trânsito intenso no local da prova – o prédio da Universidade Paulista (Unip), na zona leste da cidade -, mas ficou na sala de prova até o final do tempo. "Respondi tudo, mas agora é aguardar. Os temas atuais, como as questões de gênero e a tragédia de Mariana, a gente tinha tratado muito durante a preparação. Ainda assim, as questões exigiram bastante atenção."

O candidato Pedro Augusto Dantas, de 18 anos, quer cursar biologia e teve dificuldade em química e física. Já em língua portuguesa e história, ele acredita que foi bem. "No geral, as questões eram bem atuais", disse. Dantas quase perdeu a prova: o carro em que viajava de Pilar do Sul para Sorocaba pegou uma poça de água na estrada e teve pane no motor. "Por sorte, tínhamos saído com antecedência e chegamos em cima da hora."

Loading...
Revisa el siguiente artículo