Todo mês 106 ônibus quebram em Campinas

Por Metro Campinas
Pátio de ônibus do sistema público de transporte | divulgação/pmc
Todo mês 106 ônibus quebram em Campinas

Os usuários que utilizam o transporte público de Campinas para trabalhar, ir para a escola ou outros compromissos, além de enfrentar os veículos cheios, também convivem com um outro problema: ônibus quebrados.

A faxineira Maria Daminiana, por exemplo, teve de descer do veículo duas vezes só neste mês. “Em um dos casos estava indo ao trabalho por volta das 6h da manhã. Peguei outro veículo e cheguei atrasada”, disse ela.

Casos assim acontecem  todos os meses 106 vezes, em média, em Campinas. Esse é o número de viagens interrompidas mensalmente por conta de falhas ou quebras dos ônibus.

De 1º de janeiro a 30 de setembro deste ano, 1.272 ônibus quebraram, ante 1.212 no mesmo período do ano passado – um aumento de 4,9%. Por mês, foram 106 quebras em 2017 e 101 em 2016.

O dados são da Emdec – empresa que gerencia o sistema de trânsito na cidade. A quantidade de quebras ou interrupções de ônibus por mês se deve principalmente a três fatores, segundo a Emdec. Falha mecânica, elétrica e pneu furado.

Do total de 106 ocorrências mensais, 91 delas se referem a falha mecânica. Os dados mostram que nove ônibus quebram por defeito elétrico e 3 por pneu furado todo mês.

Paulo Barddal, diretor de comunicação da SetCamp (Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano e Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas), diz que esses casos geralmente ocorrem porque o sistema viário é precário. “Os ônibus passam por rua onde não tem pavimentação ou, se tem, é precária”, disse ele.

Barddal afirma que com essas condições, compromete a parte de suspensão, como roda e amortecedor do veículo.

De acordo com engenheiro mecânico Celso Arruda, especialista em segurança veicular, as quebras também são resultados da falta de manutenção preventiva maior. “Isso é importante nos itens de segurança”, reforçou ele. O engenheiro explica que a quebra não prejudica apenas o usuário do transporte, mas todo o sistema. “Quanto mais ônibus quebrados, mais lento fica o trânsito.”

Segundo a Emdec, os ônibus do transporte público coletivo municipal passam por vistorias semestrais no Departamento de Inspeção Veicular da Emdec, para garantir boas condições de funcionamento e a segurança dos munícipes.

A empresa afirmou ainda que fiscalização da empresa é constante, no transcorrer da operação, e pode resultar em multa caso haja comprovação de má condição de funcionamento do veículo.  

arte campinas Arte / Metro Jornal
Loading...
Revisa el siguiente artículo