Hospital em Piracicaba será construído com indenização do ‘Caso Shell’

Por Metro Campinas
Terreno onde funcionava a fábrica em Paulínia: local de contaminação - Marcos Ribolli/ Folha press
Hospital em Piracicaba será construído com indenização do ‘Caso Shell’

A cidade de Piracicaba vai ganhar um hospital para tratamento de câncer. A unidade hospitalar será construída com a verba proveniente das indenizações pagas pelas empresas Shell e Basf.

Para isso, o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 15ª Região entregará hoje, às 11h, cheque  de R$ 27,8 milhões à Associação Ilumina de Piracicaba. 

De acordo com a sentença da juíza substituta Antonia Rita Bonardo, da 2ª Vara do Trabalho de Paulínia, o projeto é de vital importância e atende a população de baixa renda, além de existir “um grande foco na conscientização e prevenção dos diversos tipos de câncer”.

O local do novo hospital será em terreno doado pela Prefeitura de Piracicaba, que fica no Residencial Altos do Taquaral. A Associação Ilumina replicará o modelo de rastreamento ativo organizado de câncer praticado em seis unidades de prevenção do Hospital de Câncer de Barretos.

O evento da entrega do cheque contará com a presença do presidente do Tribunal Regional do Trabalho, desembargador Fernando da Silva Borges, da fundadora da Associação Ilumina, a médica Adriana Brasil, dos procuradores do Ministério Público do Trabalho, além de outros representantes do próprio TRT-15.

A Shell (companhia multinacional petrolífera) e a Basf (empresa química alemã) foram condenadas a indenizar centenas de ex-trabalhadores das duas empresas, em Paulínia, que sofreram contaminação do solo e dos lençóis freáticos da região da fábrica, entre 1974 e 2002.

Tudo isso começou em uma Ação Civil Pública ajuizada na 2ª Vara do Trabalho de Paulínia pelo Ministério Público do Trabalho de Campinas, em 2007, pedindo indenizações aos trabalhadores contaminados pela fábrica de pesticidas.   

Loading...
Revisa el siguiente artículo