Aumento na mensalidade gera protestos na Fundação Santo André

Por Metro Jornal São ABC
Primeira ocupação ocorreu na semana passada - Divulgação
Aumento na mensalidade gera protestos na Fundação Santo André

Aumento de 6,5% na mensalidade de todos os cursos da Fundação Santo André foi o estopim para que os estudantes iniciassem uma série de protestos no prédio da Fafil (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras).

Tudo começou na quinta-feira passada, quando parte dos universitários decidiu, em assembleia, ocupar o prédio. No sábado, os alunos chegaram a um acordo com a direção da universidade e desocuparam o edifício para a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Segundo eles, o Condir (Conselho Diretor) – órgão interno da faculdade que decide pelo reajuste –  tinha se comprometido em revogar o aumento.

No entanto, em nota divulgada no Facebook do Diretório Acadêmico da universidade, o movimento afirma que “a reitoria nem ao menos considerou a pauta de revogação”.

Diante desse cenário, uma nova ocupação do prédio da Fafil foi iniciada na noite de anteontem. De acordo com a nota dos estudantes, a liberação do edifício só vai acontecer quando o reajuste for revisto.   

Procurada pela reportagem desde a sexta-feira passada, a reitoria da Fundação não se manifestou até a conclusão desta edição. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo