Prefeitura e proprietários assinam acordo para reabrir Shopping 25 de Março

Por Band.com.br
Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas
Prefeitura e proprietários assinam acordo para reabrir Shopping 25 de Março

A Prefeitura de São Paulo e os proprietários do Shopping 25 de Março assinaram um acordo para reabrir o maior centro de compras de comercio popular na capital. A medida também vai permitir que o Mundo Oriental e a Galeria Florêncio voltem a funcionar.

Os três espaços estavam lacrados desde setembro após uma operação da Receita Federal que identificou a venda de produtos contrabandeados.

Nessa terça-feira, a administração assinou de um Termo de Ajustamento de Conduta com os proprietários.

Antes, algumas exigências foram cumpridas, como a obtenção da autorização do Corpo de bombeiros e do Auto de Verificação de Segurança da Prefeitura.

O secretário de Assuntos Jurídicos, Anderson Pomini, diz que os proprietários dos espaços também se comprometeram em não vender produtos contrabandeados.

Os shoppings deverão ceder uma área em cada um dos prédios para uma unidade de fiscalização da Prefeitura.

Além de doar mil equipamentos para o programa municipal de monitoramento de ruas, o City Câmeras.

Anderson Pomini afirma que o acordo é diferente dos TAC's formalizados em outras ocasiões com o Ministério Público. Isso porque agora será exigida fiscalização.

O Shopping 25 é administrado pela empresa Maxim Administração e Participação Limitada, que pertence à família de Law Kin Chong.

Apesar de já ter sido considerado um dos maiores contrabandistas do país, o advogado Aldo Bonametti garante que ele e a esposa são apenas acionistas do Grupo. Law Kin Chong já foi preso diversas vezes.

Questionada sobre essa situação, a assessoria do empresário ressalta apenas que ele responde aos processos em liberdade.

Loading...
Revisa el siguiente artículo