Pontos de ônibus terão vigilância policial em Santo André

Por Cadu Proieti - Metro ABC
Passageiros aguardam ônibus no Cond. Maracanã - fotos: alessandro valle/abcdigipress
Pontos de ônibus terão vigilância policial em Santo André

Santo André terá a partir da semana que vem uma operação conjunta entre a GCM (Guarda Civil Municipal) e as polícias Militar e Civil que fará rondas preventivas nos pontos de ônibus da cidade para tentar evitar que passageiros sejam assaltados enquanto esperam os coletivos. A cidade conta com 1.759 paradas para usuários do transporte coletivo municipal.

A ação, batizada de Ponto Seguro, foi anunciada ontem após reunião do GGI (Gabinete de Gestão Integrada Municipal), que reúne forças de segurança pública para debater ações no setor.

“No fim da madrugada e começo da manhã, vamos percorrer os pontos e terminais para dar um pouco mais de segurança às pessoas que saem para o trabalho. Vamos acompanhar o itinerário de alguns ônibus com a guarda também. Começaremos em algumas áreas para depois ir abrangendo outros locais e expandir para o resto da cidade”, explicou o secretário municipal de Segurança Cidadã, Edson Sardano.

O coronel Paulo Henrique Faria, que comanda a Polícia Militar no ABC, disse que operações do tipo já são realizadas pela corporação e que serão reforçadas agora. “Já fazemos, normalmente com ronda das nossas motocicletas. Agora, vamos ter esse aporte a mais e iremos intensificar com o apoio da prefeitura e da Polícia Civil.”

O delegado seccional de Santo André, Hélio Bressan, que também comanda os policiais civis de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, explicou como deve ser feito o apoio à ação.  “A Polícia Militar faz o trabalho preventivo. Mas a Polícia Civil também dará um reforço. Muito provavelmente vamos pegar uma viatura e uma equipe de cada delegacia e colocar para acompanhar essa operação”, afirmou.

Os líderes das duas polícias disseram que não têm estatísticas sobre roubo em paradas de coletivos na cidade, mas que ocorrências deste tipo de crime vêm sendo frequentes. “Hoje, o criminoso que ataca o ponto de ônibus busca muito o roubo de celular, pequenas quantias de dinheiro e utilizam, normalmente, a motocicleta, que facilita a fuga”, explicou o coronel Faria.

60 DP deve ter plantão para agilizar registros

O 6º DP (Departamento de Polícia) de Santo André, no Jardim do Estádio, deverá passar a atender em esquema de plantão até o fim deste ano. Esta foi a estimativa dada pelo prefeito Paulinho Serra (PSDB) e pelo delegado seccional do município, Hélio Bressan, que comanda a Polícia Civil na cidade. Com a mudança, a delegacia funcionará 24 horas e também aos fins de semana e feriados. 

Após a alteração de funcionamento, o 4º DP, no bairro Jardim, que hoje opera em sistema de plantão, passará a atender o público somente em horário comercial.

“Hoje, temos dois DPs na região central (4º e 1º). A gente quer transferir um para o 6º, que cobre a área da Vila Luzita. Nos fins de semana, cerca de 60% das ocorrências são na área do 6º DP, e as pessoas tem que se deslocar para o Centro”, disse Paulinho.

A formalização da mudança agora depende do aval do governo estadual.  

Pancadões também serão combatidos

Além de fazer rondas em pontos de ônibus, as forças policiais também prometem fazer operações conjuntas contra os chamados “pancadões”, que são festas a céu aberto com abuso de som alto. “Vamos começar já neste próximo fim de semana”, disse o secretário de Segurança Cidadã, Edson Sardano.

As ações também terão apoio da Polícia Militar. “Temos mapeamento e faremos operações conjuntas visando esses locais de ocorrências de pancadões”, disse o coronel Paulo Henrique Farias, comandante da corporação no ABC.

A prefeitura já possui a operação Sono Tranquilo, que até então atuava em áreas de movimentação noturna na região central, como rua das Figueiras e avenida Higienópolis.

Loading...
Revisa el siguiente artículo