Campinas quer proibir o uso do celular na rede de saúde

Pacientes estariam reclamando que funcionários deixariam de atendê-los para falar no WhatsApp

Por Metro Jornal Campinas
Dado Ruvic/Reuters
Campinas quer proibir o uso do celular na rede de saúde

Começou a tramitar na Câmara de Campinas, projeto que proíbe que funcionários públicos do setor da saúde usem telefone celular durante o expediente. De autoria do vereador Aílton da Farmácia (PSD), o projeto prevê ainda, que a Secretaria de Saúde também deverá orientar pacientes para que deixem o aparelho telefônico do lado de fora das salas de consultas.

“O uso de celular durante o expediente está ocorrendo de forma exagerada por alguns profissionais”, diz o vereador. “Pacientes reclamam que precisam esperar acabar uma conversa de WhatsApp ou ligação para iniciar o atendimento”, continua. Para ele, o uso do aparelho deve ficar restrito aos momentos de descanso.

A proposta prevê ainda que as exceções deverão ser autorizadas pelo superior imediato e os que forem flagrados poderão ser punidos com base no Estatuto do Servidor que vai de advertência até demissão. A diretora de saúde Mônica Macedo Nunes informou que ainda não conhece o projeto do vereador.

Loading...
Revisa el siguiente artículo