Metroviários do Distrito Federal marcam greve para quinta-feira

Por Metro Jornal Brasília
Categoria dá ultimato ao GDF e ameaça parar transporte - Tony Winston/ Agência Brasília
Metroviários do Distrito Federal marcam greve para quinta-feira

Em assembleia, os servidores do Metrô-DF decidiram marcar uma greve geral para esta quinta-feira, a partir da meia-noite. O GDF tem até quarta-feira, contudo, para apresentar alguma proposta e impedir a mobilização, que em princípio será por tempo indeterminado. Uma nova assembleia para confirmar o movimento ocorrerá na quarta à noite.

A categoria cobra o pagamento do reajuste negociado em 2015, de 8,4% – com as parcelas retroativas. Além disso, os servidores exigem que o GDF contrate 331 aprovados em concurso que aguardam nomeação há dois anos. Até o momento, o governo anunciou a nomeação de 188 aprovados, que serão convocados em três períodos distintos. 

Até então, o Metrô-DF vinha se recusando a cumprir com os acordos, tanto de reajuste quanto de contratações, por estar no limite de gastos com pessoal previsto pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). Assim que deixou o limite, no último mês, a empresa foi procurada pelos servidores.

“Tivemos várias reuniões com a empresa, foram várias tentativas. Nem junto ao GDF tivemos resposta. A greve é nosso último recurso”, garante o diretor financeiro do Sindmetrô, Marlon Bernardo.

Em nota, o Metrô-DF afirmou que “a  direção vai analisar as demandas do sindicato e tomará as medidas necessárias para resolver a situação”. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo