Presos três suspeitos do assassinato da jovem que combinou carona por Whatsapp

Por Metro Jornal com Band.com.br
Reprodução
Presos três suspeitos do assassinato da jovem que combinou carona por Whatsapp

Três suspeitos de ter envolvimento na morte da radiologista Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos, já estão presos em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Segundo a polícia, um deles teria sido o rapaz que combinou carona com a jovem por um grupo no Whatsapp. Os dois partiram de Guapiaçu em direção a Itapagipe, Minas Gerais, na última quarta-feira (1).

A garota parou de fazer contato com a família por volta das 19h. Câmeras de segurança mostraram quando ela passou por um pedágio em Minas Gerais. Horas depois, o veículo voltou, mas com um homem na direção. O carro foi encontrado de volta à região de Rio Preto, sem os pneus, estepe e rádio.

Na tarde de quinta-feira (2), o corpo da jovem foi encontrado em Frutal, região de Itapagipe. Ela estava seminua e com a cabeça dentro de um córrego.

Kelly fazia o trecho entre sua casa e Itapagibe com frequência porque o namorado mora em Minas Gerais. Ela usava o grupo de caronas para dividir os custos da viagem. "Sempre iam de duas a três pessoas. Ela nunca relatou nenhum problema", contou uma amiga da jovem ouvida pela Band.

Veja mais no vídeo abaixo:

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo